artigos publicados
home » artigos » Fique por Dentro !» Amenorréia secundária
Voltar
Amenorréia secundária

 

O que é?

Amenorréia secundária é a ausência de menstruação por um período maior do que 3 meses em mulher que anteriormente já apresentou ciclos menstruais. As amenorréias, tanto primária quanto secundária, necessitam avaliação. Seu médico saberá o momento em que deve ser iniciada essa investigação.Em pacientes que já apresentaram menstruações muitas vezes não é necessário aguardar 3 meses para que se realize a investigação e/ou tratamento da amenorréia. A maioria das mulheres procura o seu médico quando a menstruação atrasa alguns poucos dias. A investigação do atraso menstrual e da amenorréia secundária é semelhante.Em mulheres com vida sexual ativa e em idade reprodutiva a causa mais comum de amenorréia (e de atraso menstrual) é a gravidez.

Como se desenvolve e quais são as causas?

Diversas podem ser as causas para o desenvolvimento de uma amenorréia secundária:
• gravidez uso de medicações
• falência ovariana (precoce: quando antes dos 40 anos)
• doenças clínicas associadas
• alterações importantes do peso (anorexia nervosa, obesidade)
• tumores do sistema nervoso central
• síndrome dos ovários policísticos
• fatores relacionados ao útero (histerectomia, sinéquias uterinas)

Como o médico faz o diagnóstico?

Através de investigação, de exame clínico e exames complementares.

1. Investigação

A história clínica detalhada da paciente com atraso menstrual ou amenorréia é a parte da investigação que traz maiores subsídios ao médico.

Deve-se lembrar sempre questões como:
• sintomas associados a deficiência de estrogênio (calorões, dor nas relações),
• sintomas comuns da gestação inicial (aumento da freqüência urinária, sono, fome, dor nos seios),
• uso de drogas,
• método anticoncepcional utilizado pela paciente,
• antecedentes pessoais de infecções,
• abortamentos,
• curetagens,
• cirurgias,
• cefaléia,
• saída de secreção mamilar tipo leite,
• estilo de vida da mulher (esportista, estressada, deprimida),
• doenças clínicas associadas.

2. Exame físico

O exame clínico e ginecológico da paciente com amenorréia ou atraso menstrual deve ser sempre completo, ocasião em que deve ser observado se há secreção mamária, qual o aspecto da genitália e o tamanho do útero.

3. Exames complementares

O seu médico, após realizar a anamnese (história clínica) e os exames clínico e ginecológico, avaliará quais os exames que necessitam ser solicitados.
• Para excluir gestação: exame de urina ou sangue ou ecografia
• Exames hormonais (prolactina, FSH, LH, dosagem de androgênios)
• Exames de imagem (ecografia, tomografia do sistema nervoso central)

Como se trata?

O tratamento da amenorréia secundária e do atraso menstrual é variável de acordo com a causa identificada. As causas mais graves, geralmente, tem o tratamento etiológico (solucionar a causa, quando possível). Nas causas mais freqüentes e menos graves, o tratamento geralmente vai ao encontro do desejo da paciente, por exemplo, se a paciente deseja engravidar ou se a paciente deseja anticoncepção, os tratamentos serão completamente diferentes.