artigos publicados
home » artigos » Fique por Dentro !» Métodos comportamentais ou de abstinência periódica
Voltar
Métodos comportamentais ou de abstinência periódica

 

 

Nestes métodos utiliza-se a abstinência sexual durante os dias do ciclo menstrual em que o óvulo pode ser fertilizado.

1 - TABELA DE OGINO-KNAUSS (Tabelinha)

Método conhecido como do calendário ou tabelinha. Consiste em suspender as relações sexuais no período fértil da mulher. Esse método é baseado na premissa de que os ciclos menstruais são relativamente constantes e por isso o período fértil do mês subseqüente pode ser estimado pelo ciclo anterior. Para a utilização deste método a mulher deve anotar pelo menos os 6 últimos ciclos e a partir daí estimar o início de período fértil subtraindo 18 dias do comprimento do ciclo mais curto, e estimar o fim do período fértil subtraindo 11 dias do ciclo mais longo.

Exemplo:
Uma mulher que anotou seus ciclos menstruais durante 6 meses, e teve um ciclo que chegou até 33 dias, e outro, mais curto de 26 dias, deverá:

Subtrair (diminuir) 18 dias do ciclo mais curto de 26 dias (26 - 18 = 8)
Subtrair (diminuir) 11 dias do ciclo mais longo de 33 dias (33 - 11 = 22), então,
esta mulher deverá fazer abstinência a partir do 8º dia até o 22º dia do ciclo.

Observações:
• A mulher que se utilizar desse método, deverá refazer seus cálculos a cada mês
• Esse método só é válido para mulheres com ciclos regulares
• Esse método têm uma chance de falha de 40 por 100 mulheres/ano
• Algumas mulheres usam o método da tabelinha associado a outros métodos

2 - MÉTODO DE BILLINGS OU DO MUCO CERVICAL

Assim como no método da tabelinha, este também exige que a mulher não tenha relações no seu período fértil. Para detectar o seu período fértil, neste método, a mulher precisa observar e reconhecer o tipo de secreção presente no colo do útero. A mulher deve ser orientada a respeito das mudanças que o estrogênio provoca no muco cervical na metade do ciclo. O muco cervical aumenta em quantidade, fica filante e transparente no período ovulatório, lembrando o aspecto de clara de ovo. O papel do muco cervical é proteger os espermatozóides do meio ácido vaginal e também capacitar os espermatozóides para poder haver fertilização. Após a ovulação o muco fica branco, opaco e denso o que é o sinal de que a ovulação já terminou. Para examinar a consistência do muco cervical, se distende o muco entre os dedos.

Muco cervical ovulatório com aproximadamente 8 cm.

O método é limitado pois sua eficácia como contraceptivo é pequena. Para sua utilização é necessário treinamento e disciplina, além do que várias doenças (tais como os corrimentos) interferem na qualidade do muco.

3.1 - MÉTODO DA TEMPERATURA BASAL

Esse método é baseado na alteração térmica que o corpo apresenta quando ocorre a ovulação. A temperatura se eleva devido ao aumento da progesterona. Por ocasião da ovulação acontece uma ligeira queda na temperatura corpórea e após há uma elevação de aproximadamente 0,5 °C em relação às medidas basais (as da primeira fase do ciclo). Esta permanecerá elevada até a próxima menstruação. O terceiro dia após a elevação da temperatura é considerado o fim do período fértil.

Exemplo de um gráfico da temperatura basal em ciclo ovulatório.

Observe que nos 14 dias após a ovulação a temperatura é superior.

A temperatura basal deve ser medida diariamente, antes da mulher se levantar pela manhã, com um termômetro clínico, bucal ou retal. Anota-se a temperatura em um gráfico semelhante ao da figura acima.

Existem vários problemas comuns que alteram a temperatura corpórea e dificultam a confecção do gráfico, por exemplo: gripes, noites mal dormidas, necessidade de levantar freqüentemente à noite e outros.

3.2 - MÉTODO SINTOTÉRMICO

Este método une os outros métodos comportamentais (tabelinha, Billings e temperatura basal) para determinar o período fértil. Geralmente utiliza-se a tabelinha e o método do muco cervical para estimar o início do período fértil e a temperatura basal para estimar o final do período fértil. Os métodos comportamentais têm como principais limitantes:

• Taxas relativamente altas de gestação nas usuárias
• Grande número de dias de abstinência sexual durante o ciclo

Existem entretanto casais que só aceitam a contracepção natural, os quais devem ser orientados criteriosamente para que obtenham a maior eficácia possível com esses métodos.