artigos publicados
home » artigos » Manual para Gestantes» O Regresso ao Lar e ao Dia a Dia
Voltar
O Regresso ao Lar e ao Dia a Dia

 

 

Se você tem outro(s) filho(s), ao chegar em casa abrace-o(s) com muito carinho fale com ele(s) e então apresente o bebê, evitando os ciúmes. É uma fase que seus filhos maiores precisam de mais atenção que o bebê. Converse com ele(s) longe do bebê. Chame a atenção para as vantagens de serem maiores. Diga que eles também vão ajudar com o bebezinho (guardando roupinhas, se possível, segurando no colo o irmãozinho, etc).

O pai também poderá sentir ciúmes, pois você não poderá dar tanta atenção a ei e quanto antes. Fale com mais freqüência de seu amor por ele. Faça com que ele participe de tarefas de cuidados com o bebê, corno o banho, fazer dormir, etc. Mesmo com tantas mudanças e aumento do trabalho com o bebê, você encontrarão momentos importantes em que devem se dedicar um para o outro.

A Importância da Participação do Pai


• O pai deve também estabelecer um vínculo com o bebê o mais cedo possível.
• Pegá-lo no colo, acariciá-lo, olhá-lo nos olhos.
• O pai deve também ser carinhoso com a mãe e tentar dividir com ela algumas tarefas na rotina da nova família e do lar.
• Aprender a trocar fraldas, limpar o bebê e acalmá-lo.
• Aprenda a fazer pequenos serviços no lar. Nessa época sua esposa vai precisar de ajuda.

Prepare Seus Outros Filhos Para A Chegada Do Novo Bebê


A família deve participar de sua gestação. Deixe a criança acariciar sua barriga para que ela sinta os movimentos do bebê no seu útero. Diga que ele também já foi nenezinho, mostre fotos dele e compare, para que ele receba o irmãozinho com carinho. Você precisa também pensar numa pessoa responsável que tomará conta da criança, por ocasião de sua hospitalização para o parto. Ela deverá estar familiarizada com a criança e com a sua casa.

Você poderá ainda deixar sua criança em casa de amigos ou parentes, mas a recomendação é a mesma, seu filho precisa estar familiarizado com a casa onde ficará. Durante a gestação freqüente mais esta residência, se possível deixe a criança dormir neste local para que ela não “estranhe” numa ocasião importante como a chegada do novo bebê. Procure mostrar ao seu filho as vantagens dele ser mais crescidinho (pode ir ao parquinho, passear, etc).