artigos publicados
home » artigos » Manual para Gestantes» Alimentação da Gestante
Voltar
Alimentação da Gestante

 

 

A  alimentação correta durante a gravidez possibilitará à gestante manter se bom estado de saúde e o desenvolvimento normal do bebê. A gestante deve fazer várias refeições durante o dia, pois havendo alimentos no estômago, diminuem as possibilidades de náuseas, vômitos e azia.

Essas refeições podem ser divididas em 6 (seis), distribuídas assim:
• Café da manhã;
• Fruta (no meio da manhã);
• Almoço;
• Lanche da tarde
• Jantar;
• Lanche noturno;

I - Incluir diariamente (em pelo menos uma das refeições maiores: almoço ou jantar) carne magra (de boi, frango ou peixe).
• Na falta da carne, o ovo é um bom substituto, devendo ser consumido, no máximo, 3 vezes por semana.
• Incluir diariamente legumes, verduras (cruas ou cozidas) e frutas.
• Nos lanches da tarde e noite, tomar leite desnatado ( ou tipo C ), café ou chá, pão ou bolacha salgada com moderação.
• Incluir, por serem alimentos bons, miúdos de frango ou boi, como fígado, coração, moela, língua, dobradinha, miolo, etc. Comer pelo menos uma vez por semana.

II - A gestante deve evitar (ou diminuir) o consumo de:
• frituras, doces e refrigerantes;
• refeições muito temperadas;
• temperos picantes (pimentas, etc.);
• sal, para prevenir a pressão alta os riscos de pré-eclâmpsia e eclâmpsia.

III - A gestante deve comer com moderação:
• batata, batata doce, mandioca, mandioquinha, inhame, cará, farinha de mandioca, farinha de milho, fubá, macarrão, ervilha, grão de bico. Quando comer qualquer um desses alimentos, deverá diminuir ou eliminar o arroz e o feijão.

IV - Lembre-se que:
• comer por dois leva você a engordar e pode prejudicar o seu bebê e dificultar o parto;
• na gestação não há proibições quanto ao consumo de qualquer tipo de frutas, legumes e verduras;
• é bom tomar, entre as refeições, grande quantidade de líquidos sob a forma de sucos e água;
• algumas cascas de legumes, folhas de beterraba, cenoura, couve-flor, rabanetes e brócolis são alimentos que podem ser consumidos refogados ou ensopados. Têm grande valor nutritivo por conter vitaminas e minerais como o ferro, além de facilitar o funcionamento dos intestinos;
• as frutas devem ser comidas com casca e um pouco de semente (mamão, maracujá, pêra, maçã, etc.), pois também facilitam o funcionamento dos intestinos;
• os cereais (aveia, milho, etc.) poderão ser utilizados na forma de mingau;
• o leite deve ser preferencialmente desnatado ou tipo C para evitar o excesso de gordura. Pode ser substituído por iogurte ou coalhada;
• se você colocar algumas gotas de limão no feijão, ou tomar um pouco de suco de laranja ou limonada durante as refeições, seu organismo absorverá melhor o ferro;
• substitua frituras e preparações à milanesa por assados, grelhados e ensopados;
• procure consumir pelo menos uma fonte de cálcio por dia. O cálcio pode ser encontrado principalmente no leite e seus derivados como: coalhada, iogurtes e queijo fresco, por exemplo;
• Consuma pelo menos duas fontes de vitamina C por dia. As mais recomendadas são: laranja, limão, kiwi, acerola, goiabada e carambola.
• Beba pelo menos de 6 a 8 copos de água por dia. Esta quantidade de água ingerida é muito importante para prevenir o aparecimento de edemas;
• em casos de necessidade de dieta especial (gastrite, obesidade, anemia, etc.), procure orientação do médico ou da nutricionista, não siga o conselho de pessoas leigas;

Como é a dieta ideal?

A dieta deve conter nutrientes básicos como proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais, água e fibras.
As proteínas são os “tijolos” das células e carboidratos e gorduras são fontes de energia. As vitaminas e os minerais ( ferro, cálcio, zinco e cobre) mantém o equilíbrio químico do organismo.

Onde encontrar os nutrientes?
• Proteínas: carnes, ovos, legumes e derivados, leguminosas (em menor quantidade) como o feijão, lentilha e ervilha.
• Carboidratos: açúcares, massas, arroz, batatas, mandioca.
• Gorduras: leite (integral), óleo, manteiga e margarina, carnes.
• Ferro: carnes (principalmente vermelhas e fígado), feijão, vagem ervilhas, folhas verdes.
• Cálcio: leite (derivados) e folhas verdes.
• Vitamina A: peixes, fígado, folhas verde-escuras e vegetais alaranjados.
• Vitamina O: frutas cítricas (laranja, limão, caju, acerola) e folhas verdes.
• Vitamina D: leite e clara de ovo.
• Vitamina B1: carnes, cereais, feijão e levedura de cerveja.
• Vitamina B12: carnes (principalmente fígado), ovos e leite.
• Fibras: frutas, verduras e grãos.