fbpx

A CLÍNICA

ESPECIALIDADES DA CLÍNICA

ENDOSCOPIA

O desenvolvimento de equipamentos de endoscopia nas últimas duas décadas tem revolucionado a propedêutica e o tratamento ginecológico e obstétrico.
Endoscopia significa “olhar dentro”.
Trata-se de uma especialidade médica que se ocupa de obter imagens médicas diagnósticas utilizando-se de um endoscópio.
O endoscópio é um aparelho que consta basicamente de uma fonte de luz e alguma forma de visualização da imagem.

GINECOLOGIA

A ginecologia é uma especialidade com dedicação à saúde da mulher, da infância à senectude, Por ser uma especialidade vasta, hoje já temos profissionais que se subespecializam dentro da ginecologia, tais como: Ginecologia infanto-juvenil, infertilidade, climatério ou mamas, entre outras. Em todas as suas subespecialidades, a ginecologia tem apresentado avanços significantes nos últimos anos. As técnicas cirúrgicas para correção de malformações dos órgãos genitais e tratamento clínico mais eficiente para a puberdade precoce têm beneficiado as pacientes infanto-juvenis. A endoscopia com a laparoscopia e histeroscopia trouxeram recentemente grande benefício, principalmente às mulheres em idade fértil. A terapia de reposição hormonal e o acompanhamento em período per e pós-menopausa sem dúvida têm beneficiado tanto os cuidados preventivos como os terapêuticos.

HISTEROSCOPIA

Consiste na avaliação da cavidade interna do canal cervical, útero e óstios tubários, com acesso através da cavidade vaginal.
A visualização detalhada do interior do útero tem representado avanço fantástico no diagnóstico e tratamento da infertilidade feminina, principalmente nas pacientes portadoras de malformações, miomas, pólipos e aderências (sinéquias) intra-uterinas.
Outro grande benefício foi a redução das histerectomias (retirada de útero) naquelas mulheres que sofrem de hemorragia peri-menopausa por hiperplasia simples de endométrio.
Nestes casos a retirada do útero tem sido substituída pela ablação histeroscópica de endométrio, cirurgia esta, realizada por acesso vaginal, portanto sem corte abdominal, rápida e com alta em poucas horas.

OBSTETRÍCIA

A obstetrícia moderna significa cuidados com a saúde física e mental da mãe e do filho. Entre estes cuidados estão o acompanhamento sistemático do desenvolvimento das transformações físico-emocionais decorrentes de tal fase.
A primeira lição de uma gestante é que ela deve viver, se vestir, se comportar e se alimentar como gestante. Talvez o pior erro de uma gestante seja ela tentar viver como se não estivesse grávida.
Para que tudo corra a bom termo, deve ser acompanhada por especialista e valer-se dos avanços tecnológicos, principalmente da ultrassonografia periodicamente, para avaliar o bem-estar fetal.
Pelo menos duas vezes durante a gestação, uma em torno da décima primeira a décima quarta semana, e outra em torno da vigésima a vigésima quarta semana de idade gestacional, deve submeter-se a ultrassom morfológico de 1º e 2º trimestre para afastar a possibilidade de mal-formação fetal. Não devemos nos esquecer naturalmente o ganho de peso planejado, atividade física, vestimentas e calçados adequados, além de cuidados especiais com mamas, mamilos e hidratação da pele.

 

REPRODUÇÃO HUMANA

O Dr. Carlos Gilberto Almodin foi um dos pioneiros no Brasil em fertilização in-vitro. Iniciou seu trabalho em 1982, três anos após o nascimento do primeiro bebê de proveta, na Inglaterra. Após um período árduo de aprendizado, obteve o primeiro bebê de proveta do Paraná em 1986, sendo o segundo do Brasil. Lentamente, adquirindo “know-how” e formando uma equipe altamente treinada, com vários cursos nos Estados Unidos e Europa, conseguiu o primeiro bebê de proveta do Brasil de mulher em menopausa, fato este, reportado no Livro de Records Guinnes em 1994 (pag.77), e o primeiro bebê de pai estéril, através de aspiração de espermatozoides dos epidídimos (Folha de São Paulo 10/12/94, pag.3-2).

Hoje a Materbaby é um hospital de procedimentos one-day, especializado em ginecologia e obstetrícia, voltado à saúde reprodutiva do casal infértil, atuando também nas áreas de Genética e Medicina fetal. Estas duas subespecialidades fizeram-se necessárias pela própria evolução da Reprodução, a qual passou a exigir um controle rigoroso, em certas situações, dos dados genéticos dos embriões trabalhados em laboratório, aliados à necessidade de obter-se maior segurança na boa evolução da gestação.

A genética torna possível a avaliação tanto na ausência da concepção, como nos casos de abortamento de repetição ou risco aumentado de desenvolvimento de gestação com feto malformado. Além disso, propicia a análise pré-implantação do embrião, ou seja, análise genética e/ou cromossômica do embrião antes de sua colocação no útero materno. Já a medicina fetal, oferece a possibilidade de acompanhamento seguro na evolução da gestação. Com a utilização de ultrassonografia de alta resolução e exame genético de vilo corial (fragmentos coletados no local da formação da placenta), líquido amniótico ou mesmo sangue fetal retirado do cordão umbilical do feto intra-útero, é possível a obtenção de informações a respeito de possíveis alterações cromossômicas, genéticas e infecções. Com esta tecnologia temos a oportunidade de fazermos diagnósticos e realizarmos tratamentos viabilizando gestações de alto risco. A Materbaby tem orgulho de estar entre as clínicas mais completas e eficientes do País.

Enviar
1
Precisando de ajuda?
Olá,
Em que posso ajudar?