infertilidade
home » infertilidade » faq
  • 1

     O corrimento na criança

     

    Uma queixa muito freqüente no consultório ginecológico é o corrimento vaginal na menina. Os pais, preocupados, levam a menina ao médico por medo que essa seja uma doença como as que acometem a mulher adulta, que freqüentemente são associadas a doenças de transmissão sexual. Ficam receosos de contaminação em banheiros, piscinas, roupas de uso comum.

     

    Na verdade o corrimento vaginal da criança, na maioria absoluta das vezes é decorrente da contaminação da vagina com resíduos de fezes, e acomete muito freqüentemente meninas que apresentam quadro de alergia.

     

    Durante a infância, a falta natural de hormônios ovarianos, faz com que a vagina seja fina e sem defesa própria. Somado a este fato, a maioria das meninas não realiza a higiene genital de forma adequada: a limpeza das fezes é feita em direção ânus-vagina e é utilizado o papel higiênico; e este age como um "espalhador de fezes" não sendo a forma mais indicada de higiene. O diagnóstico é feito através da entrevista e do exame da genitália, que é realizado de maneira especial na criança.

     

    Os exames de cultura raramente são necessários. A melhora do quadro é obtida com a parada da contaminação da vagina, através do início de práticas de higiene local mais rigorosas. Também utilizamos anti-sépticos e, quando existe "assadura", pomadas especiais. O corrimento não é um quadro grave e também não acarreta problemas de infecção do útero e trompas, não afetando portanto a capacidade desta menina ter filhos no futuro. O grande problema é que esse corrimento volta freqüentemente, reiniciando quando as medidas de higiene são esquecidas.

     

    Alguma vezes também o corrimento pode estar associado a prurido (coceira). Nesta situações a possibilidade de candidíase vaginal ou oxiuríase (verminose que geralmente causa muito prurido anal)deve ser considerada.