tratamentos
home » tratamentos » Reprodução Humana » Abordagem Terapêutica - Extração dos SPTZ dos testículos
Abordagem Terapêutica - Extração dos SPTZ dos testículos

Microcirurgia para extração de espermatozódes (MESA) ou espermátides (ROSI / ESLI) dos testiculos

 

Este procedimento auxilia aqueles casais, cuja causa da infertilidade é a ausência completa de espermatozóides no ejaculado, causada por atrofia testicular. Esta atrofia geralmente é de origem genética, infecciosa ou causada pela criptorquidia (testículos com localização intra-abdominal e não na bolsa escrotal). Geralmente os testículos são pequenos e produzem quantidade muito reduzida de espermatozóides ou produzem somente espermátides, ou seja, células precursoras dos espermatozóides), não alcançando o estágio de espermatozóide. Quando recuperamos espermatozóides dos testículos com a utilização de aspiração o procedimento recebe o nome de TESA ou TESE (testicular sperm aspitarion ou extration).

 

Quando não conseguimos recuperar espermatozóides, tentamos recuperar espermátides que podem ser redondas, neste caso o procedimento recebe o nome de ROSI (round spermatide aspiration) ou alongada, recebendo o nome de ELSI (elongated spermatide aspiration). Após estes procedimentos é realizada a injeção intra-citoplasmática e deve tanto o marido ser submetido a investigação genética, quanto os embriões serem submetidos ao diagnóstico pré-implantação. (vide capítulo próprio)