tratamentos
home » tratamentos » Reprodução Humana » Abordagem terapêutica - Inseminação intra-uterina homóloga (IIU)
Abordagem terapêutica - Inseminação intra-uterina homóloga (IIU)

A inseminação intra-uterina está indicada naqueles casais onde os espermatozoides têm dificuldade para atravessar o muco secretado pelo colo uterino da parceira. Em alguns casais o muco é hostil aos espermatozoides e dificulta a penetração, impedindo desta maneira o encontro com o óvulo nas trompas. Este fato é facilmente constatado pela avaliação do muco no teste pós-coital. Este exame é realizado algumas horas após a relação sexual. A hostilidade pode também ser constatada por rastreamento de anticorpos que possam estar agindo contra os espermatozoides através de exames específicos. Com a monitorização da ovulação, com ou sem o uso de medicação, podemos prever o momento da ovulação e quando esta ocorrer o sêmen do esposo é colhido por masturbação, processado em laboratório para podermos separar somente os melhores espermatozoides e concentrá-los em um pequeno volume. Estes espermatozoides serão então colocados dentro do útero próximo á entrada das trompas, evitando desta maneira o contato com o muco cervical e ficando muito próximo do óvulo que já deve estar no interior da trompa. Este procedimento é muito simples, sendo realizado em consultório sem necessidade de qualquer tipo de anestesia ou permanência prolongada na clínica.