tratamentos
home » tratamentos » Reprodução Humana » Abordagem terapêutica - Indução da ovulação com monitorização
Abordagem terapêutica - Indução da ovulação com monitorização

A Indução da ovulação está indicada naqueles casais onde não foi evidenciado nenhum outro problema além da falta de ovulação após exames realizados no casal. A indução é realizada com o uso de medicamentos que possam atuar na hipófise (glândula que comanda o ovário) ou que atuem diretamente nos ovários, estimulando a ovulação. O controle para que tenhamos somente o número de óvulos desejados é realizado com ultrassonografia transvaginal e ou dosagem de hormônios, através de exame de sangue.

A dosagem da medicação deve ser ajustada para cada casal, evitando desta maneira a falta de ovulação quando a quantidade utilizada é menor do que a necessária, ou gestação múltipla quando for além do necessário. No caso da fertilização in vitro, realizamos hiperovulação, com o intuito de obtermos número maior de óvulos, porém estes serão colhidos, selecionados e transferidos somente o necessário, evitando-se a gestação múltipla. Em caso de obtermos número maior do que o desejado, estes, seram congelados.